manteiga-murumuru

A riqueza do Murumuru!

Você já deve ter percebido que utilizamos com grande frequência a Manteiga de Murumuru em nossos produtos, essa manteiga provém das várzeas e matas periodicamente alagadas (igapós) – notadamente da Ilha de Marajó e do vale do Juruá, entre o Acre e o Amazonas – cresce uma palmeira cheia de espinhos conhecida como murumuru (Astrocaryum murumuru). Dela se extrai uma manteiga com as mesmas propriedades protetoras do silicone, a diferença é que o murumuru permite a respiração.
Algumas regiões do país possuíam o costume de preparar o sabão de murumuru com casca de cacau com a finalidade de tornar os cabelos sedosos e brilhantes, com o passar do tempo, a partir de estudos foi possível descobrir qual é a composição dessa manteiga tão especial, que possui alto teor de dois ácidos graxos saturados de cadeia curta – o láurico (44%) e o mirístico (30%) – ambos importantes para a proteção da pele e dos cabelos.
A gordura desse coquinho também é branca, inodora, sem contar o detalhe do ponto de fusão (32,5 graus centígrados), superior ao do dendê (25 graus centígrados) e do coco (22,5 graus centígrados), uma vantagem na produção de sabonetes e cremes.
Os produtos à base de murumuru são nutritivos, emolientes, hidratantes e antioxidantes, além de estar presente no mercado coméstico, a manteiga também é utilizada como alimento funcional (antioxidante sólido), para a fabricação de substitutos de margarina, e como matéria prima farmacêutica.
A manteiga de Murumuru e outras propriedades naturais estão cada vez mais presentes no universo da saboaria, devido à valorização crescente aos elementos que provém da natureza e nós só temos que agradecer por encontrar essa riqueza em nosso país!

2 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *