Famílias Olfativas

A subdivisão das essências em famílias olfativas ajudam não só a conhecer melhor suas características, como entendê-las mais profundamente. Depois de separadas em suas famílias, você conseguirá com mais facilidade misturá-las, inicialmente sugiro que você tente chegar em novos cheiros a partir da mistura de essências de famílias olfativas distintas, para que nesta mistura inocente você não se depare com combinações que anularam notas valiosas ou perderam a identidade de alguma delas. Isso acontece por que cada nota tem sua potência. Após mais um tempo de convívio com as essências e seus segredos, você perceberá que existe além desta divisão uma subdivisão, cada família pode ser dividida também por suas distintas características. Um exemplo; na família dos Herbais, existem os mais cítricos, os canforados, os adocicados, os mais secos e assim você consegue nesta nova etapa fortalecer características ou mudá-la para onde o seu olfato assim deseja.

 

Para ajudá-lo a entender melhor podemos classificar popularmente as essências nas seguintes famílias olfativas:

 

Frutas Cítricas | Frutas Adocicadas | Herbais  | Florais | Amadeiradas  | Adocicadas | Marinhas | Infantis | Especiarias  | Perfumes

 

FRUTAS CÍTRICAS
Essa família possui fragrâncias leves e refrescantes. É a fragrância ideal para o clima predominantemente quente do Brasil.
Abacaxi em Calda |  Alegria |  Amora |  Bergamota |  Carambola |  Folha de Tangerina |  Laranja Lima |  Kiwi |  Limão Siciliano |  Maçã Verde |  Maracujá Azedo |  Morango Silvestre  |  Pitanga

FRUTAS ADOCICADAS
Um verdadeiro coquetel natural, são perfumes com notas frutais. Diferente dos cítricos, nessa família
predominam as notas mais doces, com características marcantes.
Açaí |  Ameixa |  Banana |  Cajú |  Cereja |  Coco |  Figo |  Framboesa |  Frutas Tropicais |  Frutas Vermelhas |  Goiaba |  Guaraná Fruta |  Groselha |  Jabuticaba |  Maracujá Doce |  Mamão |  Manga |  Maçã Madura |  Melancia |  Melão |  Morango |  Morango com Champagne |  Nectarina |  Pêra |  Pêssego |  Romã com Champagne |  Uva

HERBAIS
Com notas verdes naturais, essa família tem aromas fortes e característicos. São perfumes com notas
frescas e com um toque cítrico.
Alecrim |  Aloe Vera |  Arruda |  Bamboo |  Bem Estar |  Brisa do Campo |  Capim Cidreira |  Capim Limão |  Carpe Diem |  Chá Verde |  Clorofila |  Erva Doce |  Eucalipto |  Folhas |  Herbal |  Melissa |  Menta |  Outono |  Verbena

FLORAIS
A mais popular família olfativa, é o resultado da mistura de aromas de várias flores. Podem ser
apresentadas em suas formas puras ou com toques especiados.
Alfazema |  Algodão |  Calêndula |  Camomila |  Dama da Noite |  Flor de Cerejeira |  Flor de Chá |  Flor de Laranjeira |
Flor de Jasmim Florence |  Gardênia

AMADEIRADOS
As notas amadeiradas possuem em sua composição misturas de madeiras que resultam em aromas mais secos
e adocicados. Normalmente com notas naturais mais picantes.
Ambar |  Café Torrado |  Carro Novo |  Madeira do Oriente |  Patchouly |  Perfume do Oriente |  Terra Molhada |  Vetivert |  Vinho Cabernet |  Whisky Escocês |  Ylang Ylang

ADOCICADOS
A principal característica dessa família são seus toques adocicados, e muito marcantes. Com misturas densas
e encorpadas em sua composição, possui perfumes de diferentes categorias.
Algodão Doce |  Amêndoas |  Amor Perfeito |  Aveia |  Baunilha |  Benjoin |  Castanha do Pará |  Chocolate |  Chocolate Branco |  Damasco |  Dharma |  Doce de Cupuaçu |  Doce de leite |  Leite de Cabra |  Marshmallow |  Mel |  Merengue |  Milho Verde |  Nozes do Brasil |  Petit Gateau |  Pipoca Doce |  Strudel

MARINHA
Essa família olfativa tem seu principal conceito baseado na refrescância. Com notas naturais, normalmente
derivadas de conceitos marinhos, combinam suavidade e frescor.
Algas |  Brisa do Mar |  Marine |  Oceanus |  Ozônio

INFANTIS
Como o nome já diz, essa família olfativa é baseada nos aromas que remetem à infância
( serenidade, tranquilidade e inocência) com toques delicados e suaves.
Cheirinho de Bebê |  Love Baby |  Super Baby

ESPECIARIAS
Essa família olfativa é resultado de um grande coquetel de ingredientes naturais, conhecidos como temperos algumas vezes utilizados na culinária facilitando a memória olfativa de cada um. São notas de tons secos, arenosos, condimentados e picantes.
Anis |  Canela |  Cravo |  Gengibre |  Manjericão |  Nóz Moscada |  Pimenta Rosa

PERFUMES
Essa família tem seu conceito baseado na memória olfativa de cada um, onde os aromas são misturas de
perfumes que combinados se assimilam com aromas já conhecidos.
Blanc |  Breu Branco |  Dolce Vita |  Infinity Love |  Inocência |  Karma |  Love Secret |  Musk Branco |  Perfume das Fadas |  Perfume da Rainha |  Perfume do Rei |  Red Passion |  Sedução |  Sweet Fruit |  Vanila Spice

 

 

 

 

Como fidelizar o cliente?

Como fidelizar o cliente? Sempre me faço esta pergunta e busco aprimorar técnicas para atender as expectativas de clientes e pessoas interessadas no meu trabalho. Acredito que esta é a razão por eu trabalhar no ramo de sabonetes há tantos anos. Para começar este assunto e verificarmos se você está no caminho certo, é necessário analisar os seguintes pontos: produto e comportamento.

Pesquise o seu mercado e compare os aspectos positivos e negativos do seu produto em relação aos seus concorrentes. Se você quiser se destacar, é necessário refletir sobre maneiras para corrigir os pontos de melhoria. Quando mencionei pontos positivos e negativos, me refiro ao produto, suas características e aspectos, como o visual, utilização, modismo e o principal: qualidade de matéria-prima! Coloco exclamação porque as pessoas não levam isso em consideração e acabam se seduzindo por descontos que, no fim da história, reduzem a qualidade do produto e queimam a imagem do seu trabalho.

Na minha área eu me deparo com inúmeras alunas que relatam que a troca por um produto mais barato só fizeram elas retrocederem, porque perceberam que não adianta fazer um produto mais ou menos e oferecer um produto de qualidade duvidosa aos clientes.  Atender aos sonhos significa, em nosso mercado, fidelizar seu cliente. Se este encantamento não acontecer, o cliente usa ou tenta usar o seu produto e nunca mais volta a comprar em sua loja.

Outro ponto que é necessário analisar é o comportamento, em outras palavras, a comunicação e atendimento no geral. Seja no modo de responder um e-mail, fazer a descrição do seu produto ou publicações nas redes sociais, independente do meio de comunicação, a sua simpatia e profissionalismos devem estar presentes. Um ponto que não posso deixar de mencionar, é a sinceridade. Eu me destaco muitas vezes porque falo o que realmente penso e com isso, consigo transmitir confiança aos meus clientes pois ao fazer uma venda eu não empurro um produto, eu me preocupo em ajudá-lo a encontrar aquele que melhor irá atender sua necessidade.

Para te ajudar eu te dou uma dica, faça o seguinte exercício: pare por um tempo e imagine como seria o produto e comportamento ideais para o seu negócio. Quanto mais criterioso você for e mais pontos de melhoria conseguir identificar, melhor! Este é um exercício que deve ser feito com certa frequência pois é importante sempre atualizar os exemplos de boa conduta e excelência. Isso lhe dará um norte e com certeza fará você se destacar.

O que achou das dicas sobre como fidelizar o cliente? Me conte aqui nos comentários!

Forte abraço

Competências para o empreendedor desenvolver

Olá pessoal, hoje o assunto parece complicado mas não é! Quando me pediram para escrever sobre o tema “Competências para o empreendedor desenvolver“, veio direto à minha mente o que eu acho que temos de mais importante para poder de fato desenvolver um negócio próprio, a sensibilidade. Se você preferir, pode usar também o termo “o olhar”!

Procurar saber o que realmente está em alta no setor que você pretende de fato desbravar, é o início de tudo! É muito importante identificar com humildade o nível em que o seu trabalho está e verificar como você pode aprimorar o seu processo de fabricação artesanal até a apresentação do produto.

São tantos pontos para serem analisados que eu digo: quer fazer direito e arrasar? Basta ter força de vontade para estudar o seu mercado, sentar na frente de um computador e absorver o que o mundo tem de melhor na categoria que você escolheu. Não é necessário gastar nem um centavo para isso! Faça uma lista com tudo de mais positivo que, na sua opinião, um profissional da sua área pode oferecer e espelhe-se nele.

Eu sempre gosto de aplicar esta técnica! Recentemente, após diversos testes e experiências com estilos novos de barras de sabonetes, fazer vários croquis e chegar ao desenho final de 6 novas barras, que irei lançar em breve, fui mostrar à minha equipe! Neste momento eu estava muito seguro em relação à minha nova criação e super satisfeito com os resultados finais! E sabe de onde vem tanta segurança? Posso dizer, com muita humildade, que eu ela é fruto da minha paixão pelo que faço e da minha incansável vontade de fazer tudo com muito amor e perfeição.

Olhe para o que você faz, analise o seu mercado e que o está sendo produzido nele e em todo mundo a fora, os sites de buscas e as redes sociais estão aí para te ajudar e te guiar. Mas para isso, você precisa ativar dentro de você o crítico construtivo que irá identificar bons exemplos a serem seguidos e pontuar as qualidades que você pretende aprimorar. Esta são as competências para o empreendedor que eu mais valorizo e que mais me faz crescer.

Até breve! Muita luz e paz para todos!

 

Capacitar-se e aprimorar técnicas é importante?

Muitas pessoas podem pensar que já aprenderam tudo que tinham para aprender e nem cogitam a ideia de capacitar-se e aprimorar técnicas. Mas na minha opinião, muitas delas estão perdendo uma grande oportunidade de criar um produto melhor, modernizar o design e oferecer mais qualidade e variedade. O mercado está sempre mudando e todo dia aparece gente criativa inventando coisas novas e criando tendências. Se o mercado que você trabalha cresce, por que você não pode crescer também?

Toda vez que penso em um trabalho novo, logo faço uma busca por evidências para saber o nível em que o mercado está inserido, se há muitos concorrentes, a verificar a qualidade e variedade oferecida por eles, etc. Isso já é o começo do aprimoramento e um começo da super evolução. Porque mesmo em um mercado que se diz em crise, vejo os meus alunos crescendo de uma forma maravilhosa.

Já a capacitação, vem antes de tudo. Ela está no saber onde investir o seu tempo e conhecer o mercado à fundo. Para isso, é importante buscar capacitar-se com cursos que possam te ensinar todos os macetes e maneiras de construir algo novo ou melhor naquele setor. Procure por especialistas do seu mercado, invista em cursos, faça pesquisas e busque aprimorar-se sempre!

Que tal analisar o seu negócio para verificar em que nível ele está? Procure na internet por imagens de referência e pontue-as, com notas de zero a dez, analisando todos os pontos críticos e as características que mais considera importantes e diferenciais para o seu mercado. Essa auto-análise é um ótimo exercício para entender quanto seu produto pode ser melhorado e identificar oportunidades para sempre surpreender seus clientes.

Seja competente, não apenas sonhe em ser. Lembre-se: capacitar-se e aprimorar técnicas é super importante.

Peter Paiva

Mestre dos Sabonetes

A importância da qualidade na escolha da matéria-prima

Nós artistas trabalhamos e temos um amor extra pela parte da criação e o que encanta as pessoas. O trabalho manual atrai pelo carinho e todos os detalhes que o compõem, eu sempre digo que o criador precisa conseguir focar nesta parte da criação e todos seus detalhes, pois no nosso caso é o que cria o maior dispositivo de atração. Para termos uma certeza maior de que o sucesso será garantido, é preciso existir qualidade no produto em uso.

Eu sempre digo que não podemos duvidar da qualidade da matéria-prima. Se temos certeza de que usamos o melhor produto para o nosso setor, já tiramos da nossa cabeça um fantasma que nos assombra, sobre a pessoa gostar ou não do que adquiriu, sem a necessidade de nos dizer isso.

Quando olho para a minha trajetória vejo momentos em que precisei brigar por mais qualidade dentro de um mercado totalmente vulnerável e comercial, onde muitos julgam que o artesão não realiza testes e que todos materiais são iguais. Então eu digo que eles estão enganados!

Prezo pelo crescimento do setor e sei que se eu usar o melhor que tiver para a categoria da saboaria, cada vez mais teremos sucesso, a saboaria cada vez mais ficará mais bem vista e tudo irá melhorar. Um dia desses me perguntaram sobre o aumento do dólar e se existia a possibilidade de eu manter os preços e baixar a qualidade da matéria-prima exclusiva que comercializamos e eu uso. A resposta é simples, estou há quinze anos fazendo um nome e prezando fazer o melhor sabonete do mundo, como eu pensaria em baixar a qualidade? O crescimento vem sempre com melhorias. Eu te pergunto: você troca um produto de ótima qualidade por uma oferta sem garantias? Será que para alguém crescer, cabe essa ação? Crescer não é apenas ganhar um pouco mais em uma fase, mas sim, ganhar cada vez mais a confiança e fidelizar com profissionalismo os seus clientes. Faça um exercício, liste as diretrizes de uma pessoa profissional e de sucesso, o que ela precisa ter como base para ser cada vez mais este exemplo de profissionalismo e crescer a cada etapa, mesmo com todas as dificuldades do dia a dia. Você confirmará que um dos pontos mais importantes é ter uma matéria-prima com garantia de qualidade. Bom exercício e bom trabalho para todos vocês.

Participe de feiras e tenha sucesso…

Sempre recebo perguntas de alunas com a história… Vou participar de uma feira e não sei o que levar? Quanto levo de produto? O que não posso esquecer? Vamos lá tentar responder uma pergunta de cada vez e organizar esta questão para todos entenderem que isso é bem cheio de critérios, que o seu nome esta em jogo e também não podemos continuar vendo estas mesas ultrapassadas nas feiras e pessoas reclamando que o negócio não está bom, ou a melhor, a feira foi fraca! Culpar o movimento! Tem quem prove que se a feira foi fraca, mas ela arrasou na montagem e em todos os pontos importantes, podia não ter ninguém passando mas ela vendeu para todos os expositores.

O que você vai levar a uma feira, bazar ou exposição é decidido por alguns critérios básicos;

1-      Defina o tipo de trabalho que você vai levar ou estilo de linha.
2-      Veja se tem alguma data comemorativa se aproximando e lembre-se que nestas datas bombam as vendas e o brasileiro compra tudo de última hora.
3-      Escolha no máximo 3 linhas para levar. A mistura de tudo que é estilo ou tudo que você tem em casa à venda e gosta acaba poluindo tudo e perde o rótulo de profissional.
4-      Idealize a mesa antes de montá-la. Lembre-se que esta exposição é a mesma coisa que uma vitrine de shopping, então valorize-a e valorize-se.
Vou falar de um exemplo recente e que foi muito útil, acredito eu, para os dois lados. Ao levar os meus produtos para a apresentação e exposição em alguns programas, sempre foco em uma linha e vou confiante. Ao chegar em um estúdio de gravações de uma TV estes dias, eu encontrei uma artesã super carinhosa, com um trabalho incrível, conversei com ela e fui me arrumar, em seguida fiz maquiagem e sentei no sofá da sala VIP para assistí-la. Ela ensinou maravilhosamente bem, dicção perfeita, passo organizadíssimo, mas a mesa onde ela expôs o trabalho pronto, que seria a vitrine, estava com um pouco de tudo, maletas, galinhas, abelhinhas, feitas em materiais e técnicas diferentes. Me perdi alí, na verdade achei um desperdício, todo aquele potencial resultado em uma exposição sem sentido. Sentido tinha, mas não levaria ela a lugares melhores se assim posso dizer. Esperei o programa acabar e fui cheio de dedos falar com ela, usar o meu exemplo de ter mudado o estilo da mesa e tudo ter mudado e falei para ela; se você trouxe o tema galinha da angola hoje, por que não trouxe todas as opções e tipo de materiais feitos com este tema para mostrar tudo que você tem potencial de fazer e ao mesmo tempo deixar a sua mesa fluir mais e te trazer no fim da história muito mais retorno.  Tipo falei! Ela me olhou e disse; eu estava pensando, faço de tudo por que amo mas me sinto perdida! Agora com esta dica eu consigo ver que poderei continuar com tudo,  mas com organização. Sim, são pequenos toques mas fará toda a diferença na vida dela. Exemplifiquei mais para me certificar de que ela entendeu, fiz me prometer que irá montar a próxima mesa o mais perfeito, e se ela puder vir com um avental do tema também, todos irão se apaixonar.

Agora quando falamos de quantidade de produto que iremos levar, é bem importante ou fundamental pensar! De que vale ir a uma feira sem planejamento básico e no fim não saber ao certo se rendeu grana ou não?

1-      Somar todos os custos fixos que esta exposição terá! Aluguel de mesa ou espaço. Comissão para a organização. Compra de qualquer material de decoração (sem incluir produtos). Banner ou outro material de divulgação. Alimentação e transporte. Esta valor será o valor base para os futuros cálculos.
2-      Com o valor base em mãos, agora vamos lembrar que a margem de lucro do nosso trabalho é mínima de 300%, sendo assim farei uma conta simples, vamos pensar que o movimento da feira e a porcentagem de vendas no final será a nossa meta. Imaginando que se a feira for média venderemos 50%, faremos uma conta para então nesse caso pagar todos os custos e não nos dar nenhum prejuízo. A meta mínima será de vender 50%. Pensando que mesmo uma feira boa com bastante movimento ela tem encalhe de produtos que voltamos para casa, então eu daria para este encalhe a porcentagem de 25%. Sobra nesta conta uma parte de 25% dos 100% levado. Concluindo eu divido em 4 partes:

1ª parte; custos fixos –  (valor base)
2ª parte; custo da matéria-prima
3ª parte; lucro líquido – (seu pagamento/gratificação)
4ª parte; suposto encalhe de produtos

Agora vamos lá! O valor dos custos fixos dado aqui o nome de valor base vai ser o mesmo valor de matéria-prima que você irá investir, se você analisar, perceberá que a ida a uma feira terá que gerar 4 vezes o valor base em produtos já que nosso lucro é de 300%. Esta conta acaba sendo redonda e as chances de prejuízo diminuem muito. Lembre-se, este é o começo, a escolha das linhas, todo capricho, a montagem perfeita, a aparência de todos que estão alí trabalhando com você, o atendimento, a embalagem, tudo isso gera o sucesso que você sonha.

Bom, por hoje é só! Vou escrever esta outra parte bem detalhada, com exemplos e faço um novo post para vocês. Falamos aqui de quantidades e da escolha do que levar, são fundamentais.
Boa sorte, muita garra e concentração.

Beijos
Peter Paiva
Designer de sonhos

Conceito e montagem de uma linha!

Até hoje me deparo com muitas alunas e alunos me perguntando: Como eu devo começar? Por onde? Sempre tendo conduzi-los a não se empolgar e também a diminuir um pouco a ansiedade para que tudo saia melhor. Mas antes do fim do ano decidi que iria focar no início perfeito o ano todo. Quando falo do ano todo eu falo que cada fase do ano de acordo com as datas 
comemorativas começamos um novo projeto. E aí eu pergunto por que os projetos ficam só para os que fazem Scrapbooking, Patchwork entre outro trabalhos manuais e na área da saboaria nunca se fala de projeto? Engraçado isso, será que está ligado aos custos 
baixos dos materiais? Daí vem esta desvalorização? Sei que eu não quis ter certeza, já me muni de muito estudo, pesquisa e também baseado nas minhas experiências, agora vou falar pra vocês sobre as etapas deste projeto que promete fazer vocês não gastarem nada antes do término da montagem  do projeto, promete um índice de satisfação muito mais alto e uma aceitação muito maior do público. Nossa mágica? Não, isso acontece quando temos um planejamento. Vamos as etapas.

Para começarmos um projeto é preciso escolher o tema que vamos 
estudar, devemos escolher pelo estilo, pela procura e por sua paixão sobre aquela classificação de produto. Encontrado por exemplo o estilo mais marinho, precisamos pesquisar em sites de busca como o Google Imagens por fotos que agradem e 
representem fielmente o estilo que você escolheu. Separe as fotos que servirão de referência e para o 
próximo passo, analisando a foto em destaque, extraia dela as cores de referência, eu julgo que quatro cores para começar este exercício já é bastante, porém possível. Em seguida faça uma breve descrição baseada na foto de referência 
sobre o cheiro que esta imagem te transmite. Isto vai facilitar 
muito a criação do aroma de linha 
posteriormente. Com este briefing você terá até mais facilidade em expor o aroma, sabendo descrevê-lo. Próximo passo é encontrar quais produtos de banho e pós-banho esta linha conterá. Quando falamos de sabonete sabemos que é preciso ter aquele que chamará a 
atenção de todos e que servirá como um super presente, sendo assim 
então terei que ter também um outro 
sabonete mais tradicional, porém no mesmo estilo para suprir o uso diário. Seguindo a ordem precisamos encontrar quais outros produto teremos nesta linha, 
aromatizadores, água para lençóis, creme hidratante, sais de banho, óleos de banho. É sempre preciso compor o kit como um ritual, a pessoa usa um em cada momento de relaxamento e assim todos se combinam entre si e completam um kit. Em seguida vem uma 
parte muito importante, analisar na foto o estilo e charme dela voltado para o comportamento da linha e porte da embalagem. Muitas vezes a parte mais difícil é facilitada por esta análise onde encontramos 
detalhes que já nos dirigem a um tipo de embalagem que casa 
perfeitamente com o produto criado. Agora precisamos fazer a 
lista completa do material para a 
produção e acabamento desta linha e por fim já imaginar como seria a apresentação desta linha em uma vitrine valorizada?

 

Beijos e obrigado mais uma vez pela confiança.
Peter Paiva

Reinvente-se!

O se reciclar, o dar uma nova cara para a sua arte, conhecer novos rumos para o que você  faz, o aperfeiçoar-se, enfim… se dar uma nova chance de vencer.

Isso tudo é preciso quando percebemos que podemos ir mais longe, eu amo desafios e isso me faz sempre esperar uma nova fase.
Sonhar é obrigatório, mas o realizar é uma escolha. E algo que requer muito mais que apenas vontade, e sim persistência. Fazer valer é bem importante, mas fazer com todos os detalhes, tentar errar menos, buscar o foco o tempo todo e por fim se permitir acertar! Isso não é fácil, mas é super capaz, para aqueles que olham os detalhes, não passam despercebidos pelas atitudes e comportamentos dos outros.

Outro ponto  é buscar pessoas em que possamos nos espelhar e até mesmo escorar quando mais se precisa! Falo isso tudo isso por que estou prestes a começar essa mesma história, mesma por que toda vez é muito parecido, o gás de dentro da gente, a vontade de acordar mais cedo, o medo de fraquejar… Sim o mesmo! Mas começamos com o reinventar e agora falo de fazer o mesmo? Sim, o mesmo sentimento mas com o foco de vencer uma nova etapa. Isso muda tudo e ao mesmo tempo é preciso manter o fogo da paixão pelos nossos afazeres.
Vamos lá! Podemos descobrir esta hora quando tudo parece estar perfeito! Ou naquela hora em que tudo está do jeito que você sonhou, naquelas horas em que você percebe a falta do tesão de um novo desafio. Este tema para nós, designers manuais, é de suma importância, somos levados pelos nossos sonhos, mas também conduzidos por nossas experiências, na hora do vamos ver, não tem patrão para mostrar o jeito correto e muito menos patrão pra nos fazer um adiantamento pra pagar a fatura. Então é preciso ser tudo isso e mais um pouco se você decidiu vencer fazendo o que  sonha se tornar útil, casual e desejado pelo povo. Temos que encarar profissionalmente o que fazemos pois isso vai ser nossa história lá na frente e também o que vamos usar de base para projetos futuros e diga lá logo sem cerimônia, gente fracassada e sem estímulo está cheio por ai, já vimos como são, já anotamos o que não queremos para nós e agora é botar a vida para acontecer.

Tudo o que vejo, os lugares que ando, o jeito que eu vejo as pessoas vivendo, isso tudo me inspira. Ver um lugar maravilhoso, cheio de padrões, cheio de riqueza e de inteligência, só me faz pensar que terei isso no meu rótulo também. Por que não? Se eu pensar que quero aquilo também e hoje só tiver uma janela pequenina para mostrar isso, pode ser uma cesta, pode ser a mesa da feira do colégio, onde for! Esse vai ser o local que eu vou fazer o mundo me ver! A nossa vida é e tem que ser assim, para as coisas boas não podemos ter limites e se depende exclusivamente do nosso fazer, então borá lá que seus minutos também são rolando.

Beijos e obrigado mais uma vez pela confiança.
Peter Paiva

Invista em você!

Entenda porque é tão importante investir em você mesmo, evoluir, viajar,  e buscar inspiração para aprimorar seus produtos

É muito importante saber a hora em que precisamos parar e nos reinventar.
Esta fase muitas vezes pode passar despercebido e ai você perceber que a sua empolgação caiu ou as respostas não estão vindo. Pois é! O meu medo sempre foi de perder o tesão ou a paixão diminuir e com isso sempre encontro fases pra recomeçar. A cada data comemorativa temos um recomeço e para quem não quer ficar parado vai perceber que o ano todo temos datas especiais bem divididas. Percebam! Deus é tão perfeito que nos dá este empurrão, com isso podemos ter a chance de alcançar o sucesso naquela fase e assim conseguir ter o inicio, meio e fim de cada projeto com suas respostas e aprendizados.
Desta vez em uma reunião para decidir o tema do nosso segundo livro com a editora Memoriarte, pensei que teria que ser “o livro” e já que o tema escolhido foi “Confeitaria” então nada melhor do que voltar ao pais que mais visitei até hoje e que é a minha paixão, a França, e assim decidimos que diferente de todas as outras vezes, nós iriamos com um olhar em comum, o de analisar o “viver com charme” e como podia uma banquiha de hot-dog poder atrair tantos olhares. E assim decolamos rumos a Paris, com muitas dúvidas, equipados de câmeras, muita sede de encontrar o novo e assim aconteceu. Eu sempre vivo esses momentos positivamente e aberto a conhecer tudo. Foi fantástico! Quando chegamos de Trem na cidade de Marseille e conhecemos a mais antiga fábrica de sabonetes do mundo, descobrimos que tudo que vivemos ao longo do tempo se transforma em tradição quando somos persistentes e ai a valorização e solidificação é alcançada. Você aí na sua casa precisa saber: isso realmente é o que você quer? Este trabalho é o que você quer como tradição na sua vida? Se a resposta for sim eu digo que é preciso ser guerreiro de verdade pois junto com tudo a nossa volta temos os nossos sonhos e as nossas superações, mas eu comprovo é um tipo de vida fantástica, onde precisamos sempre com a nossa arte fazer acontecer. O instrumento? O coração. Ferramentas? Muita exigência  e a resposta? A essa amamos… a realização.

7 dicas para um Ano Novo de Sucesso!

Mais um ano chega ao fim e com ele começa aquela onda de criar novos projetos, alguns com algumas manias e outros com tudo junto.
Daí eu e minha equipe pensamos: por que não colocar no papel 7 dicas que unissem o pessoal e o profissional para ajudar de fato quem trabalha diretamente com arte e artesanato?
Quando eu penso nisso me vem vários pontos supercríticos, um deles é que ao fim de um ano tem um monte de gente que continua na mesma, com fotos horríveis, com preços lá em baixo fazendo do nosso mercado algo demasiado desvalorizado, e o pior, um monte de gente com estes erros e reclamando que o mercado está fraco e que não está vendo resultados… Aí fica difícil!
Mas de qualquer forma eu posso afirmar que uma das minhas metas deste ano, que foi a de fazer as aulas gratuitas e focar ao máximo no tema “valorização e comportamento” eu consegui! E vou continuar me esforçando porque está surtindo muitos efeitos superpositivos e, de alguma forma, quem precisa se mexer uma hora vai se mexer, pois o sol nasce pra todos, mas é preciso enxergar os nossos pontos a serem melhorados e correr em busca de resultado. Para isso listei quase um passo a passo com 7 pontos que podem orientar  vocês para de alguma forma uma melhora significativa. Vamos lá…

1 • Identificação.
Esta na hora de parar e ver realmente o que  você faz com gosto e quer se dedicar para poder focar e se especializar. Essa história de eu faço de tudo um pouco é para quem não quer se profissionalizar e quer ficar fazendo de picadinho. OK, sabemos que existe essa fatia, mas quem quer mesmo viver bem com a sua arte precisa de ter o nicho a se especializar.

2 • Estudo de mercado.
Após escolher realmente onde você vai investir o seu tempo, precisa sair da caixinha de fósforo que vivemos… Vulgo, o nosso mundinho, e saber o que acontece no mundo, para isso a internet te ajuda perfeitamente, temos aí várias ferramentas de busca que vão te mostrar em que nível de beleza, profissionalismo, estilo de fotos, montagem de linhas e fase de estilo ou até mesmo o que está em alta, dentro do ramo que você escolheu. Seja crítica, analise o que não é legal e já descarte, pois o início de todo mundo parece muito igual. Seja uma pessoa atual, não cometa os mesmos erros e pule essa fase!

3 • Autoavaliação.
Ichiii… Essa fase é bem crítica! É preciso agora se despir dos medos e arrogância e analisar em que estágio o seu trabalho e você estão. Eu digo trabalho pensando em algo geral, modo de produzir, tudo que envolve este tempo, o grau de profissionalismo, a qualidade dos produtos, se existe algo melhor a ser usado,  se existe um projeto de trabalho e em que pé está,  como estão as fotos que você posta? E quando falo de você, pergunto sobre a sua paciência com as respostas? A sua disposição? A sua aparência? A sua apresentação em cartões, site ou facebook, tem bastantes coisas a pensar. Eu sempre digo, reveja os seus exemplos de excelência em atendimento e produto nesta hora e veja onde você está? Lave a alma! Faça esta parte com muito afinco, ela te ajudará muito.

4 • Metas e sonhos.
Esta hora é a hora de analisar aonde você quer chegar, mas não esqueça que este caminho é trilhado pedra a pedra. Não se deseja ter algo que o caminho é totalmente desconhecido, então estude sobre o que você quer alcançar. Faça planos cabíveis dentro do seu tempo e orçamento, e se for além, pense em soluções para conseguir isso, se a resposta for positiva, anote e faça virar uma meta! Procure conversar mais sobre estes sonhos, procure pessoas que já alcançaram, elas vão te ajudar e com a soma de pequenas dicas e respostas o projeto fica mais forte.

5 • Projeto.
Essa etapa é uma das mais gostosas, agora que a meta está lançada, é preciso descrever o caminho, na Revista Artesanal nº 4 eu descrevi as etapas de um projeto da área da saboaria, mas para todas as áreas acredito que acaba sendo da mesma forma, convido vocês para lerem esta matéria que ela é bem completinha. O projeto consiste em por no papel a elaboração de um produto ou, melhor ainda, se for uma pequena linha de produtos com seus porquês de existir, pesquisa de cor, estilo, utilização e todas as casualidades necessárias também para nos empolgarmos a fazer este início de ano dar super certo. Acredite, o caminho para o sucesso de um trabalho manual acontece ou por muita sorte e devaneios ocasionais ou por um bom projeto bem feito. Eu sei que misturar sonhos e razão é um pouco estranho, mas para nós que vamos ser os nossos próprios patrões é preciso fazer tudo muito direito. Vamos ter que fazer os dois papéis sempre!

6 • Acreditar em você.
Com todo este caminho pela frente e um monte de vontades o que não pode aparecer é a insegurança. Nessa hora eu brinco que parece que nos jogaram na avenida paulista (Imagine!!! Rsrs) e estamos com tudo nas mãos e o que temos de respaldo é a nossa força de vontade. Pois é! Eu te digo que isso é tudo e se tem amor nessa história, aí tudo melhora. Eu já passei várias vezes por esta situação, sou um cara que vivo de sonhos e se não tiver uma meta, e das boas, eu não animo! Amo poder acordar e saber que quem vai fazer acontecer sou eu, lógico é minha a vida! E se queremos então beneficiar a vida de outros, aí então a responsabilidade aumenta e tudo fica mais forte. Quem quer e é do bem tudo pode!

7 • Persistência.
Essa não pode faltar, pois quando comecei não tinha como voltar para casa, me faltava até para a condução e eu fui! No início saímos e nem sempre conseguimos todos os sins, mas o que seria do sim sem os nãos? Crescemos com a caminhada, não ficando parados esperando que tudo caia nas mãos. Então, naquele dia que não deu totalmente certo eu digo: volte pro seu canto, analise o que se pode melhorar, veja os pontos do produto e os seus como pessoa a frente do seu trabalho e se prepare para um novo dia. Lembre-se que atualizar conceitos, analisar o que temos como referências perfeitas, se valorizar mais a cada dia e nunca desistir é o que nos faz crescer. Eu vivo em uma eterna busca por melhorias, fico indignado quando vejo pessoas em sites de venda pegando o seu próprio trabalho e desvalorizando. Quando vejo preços mais baixos do que os da China, mais baixo do que os bem fuleiros, eu penso: ela acha que as pessoas admiram o que tem pouco valor? Alguém ainda credita que baratinho tem qualidade? Onde se cresce e se conta histórias de sucesso se desvalorizando? Tenha força de vontade, foco, metas e muita persistência, hoje pode ter sido médio, amanhã melhor, mas o dia vai de acordo com o seu ritmo e qualidade desejada.

Eu amo o que faço e o meu maior desejo e ver o maior número possível de pessoas se realizando e sendo valorizadas como eu sou! Divido o que eu puder e tiver, estou aqui escrevendo tentando usar tudo que aprendi nesse tempo de trabalho, que hoje chega há quase 15 anos para somar de alguma forma na vida de vocês e assim ver vocês felizes como sou. Desejo para vocês tudo de bom que sinto, vivo e presencio. Este é o meu melhor presente para vocês…

Com todo amor que tenho
Peter Paiva
Designer de sonhos